Fabio A. da S. Arruda

Fabio A. da S. Arruda

Doutorando em Gestão de Negócios; mestre em Administração; MBA executivo em Gestão de Pessoas com pós-graduação nas áreas de Engenharia de Produção, Gestão Estratégica, Gerenciamento de Projetos com ênfase em Riscos, Gestão de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente; bacharel em Administração de Empresas. É professor de cursos de pós-graduação e MBA em diversas Instituições nos Estados do Maranhão e Pará. Atua há mais de 15 anos como gestor de Pessoas e Processos de Sáude, Segurança Ocupacional e Meio Ambiente em uma empresa multinacional do segmento de Mineração. Atua também como conselheiro regional e diretor de Desenvolvimento...

  • ESTRATÉGIAS DE CAPACITAÇÃO X ACIDENTES DO TRABALHO

    Segmento: Técnico

    "O mesmo trabalho que retirou o homem das cavernas e o colocou viajando em meio às estrelas tem interrompido projetos de vida individuais e familiares ao gerar sofrimentos físicos e mentais de várias ordens, além de impor prejuízos sem conta para a sociedade."
    (Luiz A. D. Brasil)


    Os acidentes do trabalho representam uma disfunção do processo produtivo, e, infelizmente, essa mazela é cada vez mais frequente no cotidiano de nossas empresas. No Brasil, registramos um acidente laboral a cada 49 segundos, isso corresponde a 4,7 milhões de acidentes de trabalho em uma taxa de seis mortes a cada 100 mil trabalhadores somente no mercado de trabalho formal no período de 2012 a 2018, colocando nosso país como a quarta nação que mais acidenta trabalhador no mundo, atrás apenas da China, da Índia e da Indonésia.
     
    Além do sofrimento, os acidentes do trabalho impactam diretamente a 
    economia na casa de R$ 22 bilhões, devido aos afastamentos de empregados de suas funções após sofrerem ferimentos durante o trabalho. Se fossem incluídos os casos de acidentes em ocupações informais, esse número poderia chegar a R$ 40 bilhões, segundo levantamento da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT).
     
    Nesse contexto, este livro tem o objetivo de analisar a contribuição da capa citação em saúde e segurança como uma estratégia viável de prevenção de acidentes do trabalho. Quanto à metodologia, este estudo descritivo foi realizado com um enfoque quantitativo, utilizando para coletas de dados técnicas de análise documental, observação e emprego de questionário.
     
    Sirva-se sem moderação desta obra.
Desenvolvedor SA DesenvolvedorSA & ArpaDesign arpaDesign © Editora Nelpa | Todos os direitos reservados.